domingo, 8 de julho de 2018

Fucking life...

Segundo fontes credíveis, um protagonista é (e passo a citar...)...
 protagonista é a pessoa que desempenha ou ocupa o papel principal
Ora, segundo a mesma fonte...
Deriva do grego protagonistes, onde “protos” significa principal ou primeiro e “agonistes” significa lutador ou competidor
Por vezes somos acusados de muita coisa. Com ou sem razão somos obrigados a ouvi-las.
Querendo deixar esse tão ansiado lugar de protagonista disponível, desaparecemos por uns tempos.

Depois desses tempos dizem-nos que fazemos falta e durante esse período as pessoas pura e simplesmente esquecem-se que existimos.
Poderá ser um desporto muito bonito é verdade (refiro-me a nível profissional claro), mas a nível amador deve ser das piores merdas que conheço, este famoso "espírito de equipa".
Começo a suspeitar de que a famosa "caça ao protagonismo" deve querer dizer outra coisa.
Talvez esteja eu, com estes 41 anos e quase 30 a pedalar, a ficar demasiado velho para entender estes "neo-atletas", mas uma coisa vos digo, não sejam tanto "cães que não conhecem o dono" e comecem a dar-se ao respeito (não direi valor pois não saberão o significado disso, a falta de humildade provoca uma certa cegueira).
Não queiram ser "famosos" pois essa fama dura pouco e acreditem que, depois de terminar a malta pura e simplesmente caga d'alto para vocês.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

sábado, 7 de abril de 2018

Pausa forçada

Depois do erro de amador por mim provocado no sábado me ter colocado em descanso forçado durante 6 dias, hoje foi o momento de experimentar se o joelho já me deu tréguas. Mas se obtive resposta positiva do joelho, a mesma positividade não veio das pernas. É verdade que estava "a medo", mas mais verdade é que os pulmões hoje enchiam-se com muita mais rapidez.

Uma volta suave para acordar as pernas e ver se levanta o moral do gajo, pois estas paragens por vezes desanimam um bocadito.
Vamos ver se amanhã me esqueço desta moleza e pego na bike... Mesmo com chuva.

terça-feira, 3 de abril de 2018

Pressa... Inimiga

Recentemente coloquei uns pedais spd na finlandesa. Na altura estava com pressa e decidi "saltar" um importante passo.
Sábado lembrei-me disso. Um pedal desalinhado resultou em 50km a pedalar com uma cadência estupidamente alta pois não conseguia imprimir força.
Resultado... Joelho dorido e um início de abril a pão e água! 
A pressa por vezes provoca destas coisas. As mudanças já foram feitas mas se calhar foi tarde demais.
BEM FEITA FRINXAS

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Brevet Randonneur 200km

Antes associava esta malta a um tipo de "seita" que só lá podia entrar quem tivesse barba ou fosse vegan, mas não. Depressa descobri que barnudos há poucos e estes gajos comem mais kg de carne do que os km que fazem num dia.
E assim foi este meu primeiro brevet de 2018.
Por terras do alto minho, sempre a fugir da chuva e a empurrar o vento, mas assim se passou o que, espero eu, seja o primeiro de alguns brevet's este ano. 

De salientar neste dia duas coisas... A falta de horas que tenho este ano, coisa que estou a tentar resolver e também por ter descoberto que ainda há alguém que perde alguns dos seus preciosos minutos da sua vida a ler o que por aqui escrevo. Curioso o facto desta coisa da net nos proporcionar momentos engraçados ou curiosos.
Um abraço para si meu caro Marco Carvalho. Se estiver a ler isto, deixe lá o seu comentário, é disto que a malta dos blogues vive hehe

Venha de lá o próximo brevet meus amigos, e até lá...


! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

sábado, 3 de março de 2018

Shimano SPD

Depois de vários anos sem os usar, voltei aos SPD.
Look são leves e bonitos, mas o problema são a duração dos mesmos.
Para quem usa a bike diariamente, para além dos pedais, também os sapatos sofrem um enorme desgaste. Aproveitando a conversa com o alcatrão no sábado passado, nada melhor que voltar ás origens e trocar para uns pedais pesados, feios como o dono mas com estilo para durarem uns anos (leia-se km) valentes.
Optei pelos M-540 da marca, mais conhecido pelos XT dos tesos. A diferença de €20 não compensa nas menos de 10gr de peso que têm.
 A ver vamos o que isto dará.

! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Bike to work

Parece que este ano, finalmente, o gajo está  decidido a não falhar nenhuma vez. Segundo o mesmo, não quer usar o carro nenhuma vez quando se desloca para a empresa.
Está bem lançado diga-se.
Desejamos-lhe muito ventinho de frente e agora que anda todo vaidoso com o seu goretex, alguma chuva também.

!!!...BOAS PEDALADAS...!!!

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

D A M N

Não é todos os dias que vemos dois dos nossos heróis juntos.
Para uma foto destas era bem capaz de deixar o ciclismo também.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

ETXEONDO

Todos sabem da minha fervorosa paixão pela Assos, mas depois do meu pequeno imprevisto, um dos meus calções ficaram um pouco como eu... Fodidos. Decidi desta vez adquirir uns de outra marca, e virei-me para a Etxeondo. Não era para ser isto, mas depois da bela experiência com a capa de chuva decidi arriscar.
Apesar da volta de ontem ter sido muito pequena, deu para sentir duas coisas. São leves e cómodos também.  A lycra sendo mais "fina" é normal que se molde melhor ao corpo, mas também por outro lado não serão tão resistentes, ma isso so o tempo o dirá. 
Imagino-os como uma versão mais racing da Assos. Se são melhores ou piores, ainda não os usei o suficiente para ser mais sincero, mas também comprei a "versão base" da marca, logo só poderei comparar com modelos equivalentes e de facto em relação aos mais baratos da Assos são muito idênticos mas... Mais leves.
Daqui a uns tempos direi mais algo. Até lá. . .
!!!...BOAS PEDALADAS...!!!

O meu amigo

Descida, velocidade, rotunda, Frinxas armado em Rambo...
... E será este o meu amigo nos próximos dias.
Porque raio é que, quando estas coisas acontecem, estamos com os nossos melhores equipamentos vestidos?

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

SCHWALBE KOJAK

Nunca fui muito adepto desta marca de pneus, principalmente na estrada.
O "problema" é que ando com um menino igual a este da foto montado SEMPRE na roda traseira há cerca de 20 meses. É certo que a maioria das deslocações são para a empresa, mas também é certo que já fiz uns bons miçhares de km fora deste parâmetro.
Estou admirado.

Já não demonstra muita saúde é certo, mas ainda tem borracha para umas belíssimas horas de alcatrão.
Não é um pneu de corrida, contudo faz bem "a parte dele", e tendo em conta que, para além do peso da bicicleta ando sempre com as coisas do dia a dia... EXCELENTE.
Vamos ver até quando dura, mas fiquei com pena de não ter contabilizado os km com este menino.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !