quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Anatomia do empenado


Já não me lembrava que tinha músculos na zona das canelas também.
Coisas do atletismo.

Por acaso não existe a versão half- São Silvestre?

terça-feira, 22 de agosto de 2017

Objectivo... São Silvestre

O ciclismo é e sempre será um desporto solitário. Refiro-me a esta solidão na questão familiar claro.
Volta e meia pensamos nas horas que "perdemos" sem estar com "os nossos"! Os 40's aparecem e atrás deles veio um tal de Francisco. Resumindo, ficamos uns conas moles.
Sendo eu um "bicho do desporto", andei dias a fio a tentar conciliar uma coisa com a outra, o que nem sempre é facil. Um dia enquanto assistia na televisão a uma prova de atletismo, lembrei-me do tempo em que dei umas corridas... Ou caminhadas rápidas eu sei. De repente fez-se luz.
Falando com a minha herdeira mais nova, e propus-lhe o desafio de, até dezembro, darmos umas corridas e concretizarmos os dois a corrida de São Silvestre realizada aqui em Ermesinde. Para meu espanto, ela aceitou rapidamente. Se por um lado fiquei contente, por outro fiquei a pensar que aquela rápida resposta não seria para colmatar o "nosso tempo perdido". Confesso que esperava ter mais luta na resposta positiva.
Farto de ter constantemente a "cabeça a prémio" no meio dos pedais, acho que está na hora de relaxar um bocado até deixar a poeira assentar. Enquanto isso não acontece, vou-me armar em keniano com a Martinha. E esta hein?
Fica aqui, para memória futura, o registo na nossa "corrida" de hoje.
Daqui a 8 dias, se ela continuar com estes treinos de alto rendimento, volto a colocar algo de maneira que se vá vendo a nossa evolução.

Acharam estranho a Martinha aceitar algum desafio relacionado com um desporto que não a sua amada dança? Pois... Pasmem-se. Tivemos uma companhia de peso. A Joana, minha irmãzinha, decidiu finalmente começar a fazer algo a nível desportivo. Confesso que não a estou a ver a correr em algum evento, contudo vê-la nestas lides dá-me um certo gozo. Demorou um bocado (37 anos), se calhar um bocado demais até se lembrar que afinal isto faz falta, mas com o tempo "a coisa" lá vai.
Até lá....

! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Bike to work

É bom estar 1 mês e meio em casa, mas é melhor ainda, principalmente nos dias de hoje, que temos sempre um trabalho que espera por nós.
E assim foi, um mês e meio depois a finlandesa de volta ao meio do trânsito.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

terça-feira, 15 de agosto de 2017

HUM...

Chamam-lhes estratoféricos...
Chamam-lhes nucleares...
Dizem-lhes que são protour...
Enfim, todas as suspeitas do costume.
O que acho estranho não são as insinuações, mas feitas por alguém de direito e sempre sempre sempre sem usar nomes. É feio, muito feio. Apenas alimenta estes filmes.
Comparar alguém a um escalão muito acima jé e bom, mas sabendo o que fazem eles desde pequenos e sabendo o que fazem os nossos quando não estão a pedalar... É suspeito claro.
Teorias da conspiração ou não, eles lá vão ganhar mais uma Volta logo.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

DIOGO SÁ

Por vezes pomos em causa a Sua própria existência.
A vida é mesmo puta.

DESCANSA EM PAZ DIOGO

Mais um "viciado"...

Desde que trabalho naquela empresa, sou visto como o maluco ou alternativo só porque... Vou de bike para a empresa. Com o tempo as coisas, mentalidades e melhor ainda, os vícios vão mudando.
A continuar assim, não tarda teremos uma equipa em número suficiente para um escalão ProTour mesmo.
Desta vez foi o Cidade. A muito custo e indecisão, lá decidiu adquirir por meia dúzia de euros uma bike para começar a, segundo ele, praticar desporto.
A precisar de uma ou outra coisa, lá lhe fiz o favor de a mimar um bocado e deixa-la pronta a... Ficar parada na marquize!
 Por €49 deixados na PEDALAR BIKESHOP, teríamos o material sificiente para a deixar "top" e pronta a lixar-lhe aquelas pernas. Peça importantíssima para ele, era o conta-quilómetros, pois era uma maneira de ele provar o que estava a andar... UAU

 A idéia dele seria comprar algo melhor, mas ao mesmo tempo não sabia... E já sabia de novo... E voltava a não saber....! E pronto, entrei em acção.
"Olha lá pá, para quê que vais gastar tanto dinheiro para haver riscos de ficar parado? Compras uma cena mais barata primeiro, deixamo-la pronta e no futuro irás gastar uma pequena fortuna na próxima"!
Ele, assim como todos, riu-se. Dei de exemplo o Paulo. Motorista e alguém que, andando na estrada teria que detestar os ciclistas claro. Passaram-se os (poucos...) anos e o Paulo só já não adquiriu uma em carbono como até já foi a Fátima também. Curioso, certo?


 No meu entender a bike estava um pouco azul demais. Preferia um vermelho BENFICA claro, mas gostos não se discutem claro.
Sei que muito ao olharem para a foto irão pensar... "QUE PUTO DE GALHEIRO"!... E é verdade de facto. Mas uma coisa vos digo, conheço um tipo (Pedro Moço) que com uma exactamente igual, faz milhares de quilómetros por anos, e melhor ainda.... DIVERTE-SE COM AQUILO.
E esta, HEIN?!?


 Importante quando adquirimos uma bicicleta, seja ela de ferro, carbono, titânio ou lá o que for, é gostarmos dela e melhor de tudo, que a disfrutemos ao máximo dos máximos, certo? 
Não adianta começarmos com um FERRARI se ele depois vai ficar parado na garagem, e ficar a desvalorizar-se todo. A bike tem que ser adquirida consoante as nossas capacidades financeiras, e também mediante a nossa maneira de estar no ciclismo como desporto/lazer.


Resumindo... Um destes dias iremos ver aqui um novo "post" acerca do Cidade, todo contente, e já equipado com uma excelente máquina toda ela equipada com tudo aquilo que gostamos... Ou não.
Só o tempo o dirá. E até lá Fernando...

 ! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

domingo, 13 de agosto de 2017

Declaração de independência

Um destes dias, numa das famosas tertúlias de sábado cá em casa, debateu-se o tema das redes sociais. Depressa o tema foi para o tema das "redes sociais" desportivas claro.
A meio da prosa um deles diz que "daqui a pouco vamos cagar e levamos o Garmin pá cagadeira"!

 Rimo-nos, pois a pessoa em causa é das poucas que ainda faz questão de nem ter facebook, nem tão pouco algum aparelho de gps enquanto pedala.
Se aqui há uns meses larguei o STRAVA pelas razões que expliquei, lá fui continuando com o "velhinho" GARMIN.


 Mas uma coisa é certa, fiquei a pensar naquele sábado por uns dias, e esta semana, a muito custo, saí toda a semana de casa sem nenhum aparelho de navegação na bike.
Se para alguns parece estranho, e para outros parecerá impensável, acreditem que impensável é o que andamos a fazer estes últimos anos...


... Em que vivemos mais de números e cálcuos matemáticos do que realmente aquilo que deveríamos estar a fazer, que é nem mais nem menos do que conviver e claro, PEDALAR!
Sei que isto destas redes socais desportivas atingiu tamanho patamar da estupidez, muito por causa do STRAVA, mas confesso que está a ser um pouco demais já.
Bem, e dito isto...

! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

sábado, 12 de agosto de 2017

Etapa da Volta

Nestes 20 anos que me desloco até ao Monte parinha para ver o final da etapa da Volta a Portugal, nunca vi um ano em que as estradas estivessem tão desertas.
Dizem as "más línguas" que é melhor para a organização. Bem, acredito que seja, mas por essa ideia na próxima organizem no Velódromo de Sangalhos. Aí sim, ...!
Mas se no Monte Farinha estava deserto, o mesmo não se pode dizer da Sra da Assunção hoje...
 Estava ao rubro. As bicicletas eram ás dezenas desde o momento em que parti de Ermesinde até lá.
E se pela N105 fora o movimento era muito, na subida fazíamos fila, tal era o némero de ciclistas por ali acima, sempre com médias estonteantes.
 Não estava nos meus planos fazer aquilo, mas o meu amigo Queiroz fez questão de vir desde o Marco de Canaveses até cá a casa para me obrigar a lá ir. E como devem imaginar, com muito custo claro, lá peguei no Moço e lá fomos nós estrada fora.

 Foi uma tarde bem passada, bem quente e barulhenta. Que sirva de exemplo (já sei que eles cagam para isso...) á organização para uma etapa na Sra da Graça digna do local.
Assim o merece!
 ! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !


Rui Sousa

Em alturas de despedidas, ontem foi tornado oficialmente mais um.
Rui Sousa deixou as bikes, onde andava desde 1998 como profissional.
Confesso que a mim pessoalmente só me começou a cativar nestes últimos 6 ou 7 anos, pois até lá imperava um pouco aquele "fervilhar do sangue há flor da pele", se calhar um pouco demais.

Não fosse a política e diria que estava aí mais um pretendente para os Granfondos!

! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Bomba nuclear

Se fosse no Tour e com o nome de SKY, os comentários seriam diferentes claro.
Aqui, neste país de futebol...
... São bons!
Acho que, ou eles são mesmo muito bons ou todos os outros não valem nada!
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! !

Evolução do Moço

Já são vários os que constam na lista que vou conseguindo enganar durante a vida.
Este ainda há pouco tempo veio cá e quase morreu...
Neste dia só não foi como regressou.

Bem, um dia quando chegar "a minha vez", acho que isto pesará na balança das boa acções... Ou não?!?
Pronto, tem mais pelos nas pernas que lixo no monte de São Miguel o Anjo, mas não apertemos muito com o Pedro.
! ! ! . . . BOAS PEDALADAS . . . ! ! ! 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

ADEUS CONTADOR

Vitórias no Tour, Giro, Algarve, Vuelta e sei lá mais onde...
"A nossa melhor defesa será sempre o ataque."...
Amado por muitos e odiado por outos...
34 anos...
ANUNCIA O FIM DA CARREIRA
Muitos sabugos roí ao vê-lo trepar serras acima...