segunda-feira, 17 de setembro de 2012

DOURO BIKE RACE - O RESCALDO by MAYDAY

Bem, agora que recuperei está na hora de escrever algo acerca destes últimos dias.
Não vou colocar aqui muitas fotos, mas quem quiser ver as minhas, podem ir aqui.
A semana começou bem cedo com um telefonema do Alfredo, telefonema esse em jeito de... SOCORRO!!! E vamos lá até Amarante.
Depois de uns primeiros dias a montar tendas, prólogos, e desmontar, a acartar palha a grades que nunca mais terminavam, sempre até altas horas da madrugada, veio o desejado dia... Partida. No prólogo não fui vassoura, por razões óbvias, mas estive a ajudar no corte do trânsito, juntamente com a Ana, e que bela ajuda, e que mais belo sol, não Ana?!?
Assim como o João disse, alturas houve em que sentia vontade de gritar, não sei, talvez para libertar a pressão das últimas horas, pois quem por lá esteve, refiro-me ao STAFF, sabe exactamente do que falo. Foram muitas horas de pressão e trabalho, mas valeu a pena, principalmente pela cara de alguns dos concorrentes!!!
Depois de 2 dias muito, mas muito trabalhosos, veio o dia em que eu pensava que seria mais calmo, e de facto foi. Dia da 1ª etapa como vassoura. Foi calmo sim, mas muito, mesmo muuuuiiiitoooo longo. O Marão, como sempre, fez das suas. A subida com cerca de 30kms fez mossa em todos os participantes. Tive a companhia da "dona Melo" até ao 2º abastecimento, onde ela desistiu, e depois foi rolar sozinho até ao último abastecimento, onde apanhei o último atleta. Neste ponto senti um bocado de "medo" confesso. Depois do que me aconteceu em abril não fiquei com muito gosto em pedalar a solo, mas as coisas lá passam!!!
Mas pelo meio ainda deu para me esquecer um pouco desse "medo" com o seguinte, e irei escrever não só para lerem, mas para ficar registado, pois daqui a uns dias irei ler isto novamente, e farei figas para que o pessoal da SPORTOGRAF não leia o mesmo. Perto de umas heólicas, reparo numas coisas estranhas ao fundo. Mas que diabo seria aquilo? Quando me aproximo, reparo que eram máquinas fotográficas, e quando passo por elas, elas disparam sozinhas. Hum... Olho em volta, não vejo ninguém, bora lá então. É que deixar aquilo ali sozinho com o Frinxas a passar, é grave. Por lá fiquei sozinho a encher o cartão da máquina fotográfica dels com a minha bela cara loira he he he. Uns km á frente lá vejo um deles, e pensei na cara dele quando visse mais tarde as fotos. Muitos parabéns mesmo pelo trabalho efectuado por esta equipa, verdadeiros profissionais na fotografia e simpatia amigos.
No final da etapa apanhei um concorrente em mau estado, onde o "levei" até ao final, e aqui sim, nem ele e muito menos eu estávamos á espera de tamanha festa. Quem lá esteve sabe do que me refiro. Adorei ver a cara de consolo dele por ter sido o último, e aqui sim... Emocionei-me com o rapaz. MUITOS PARABÉNS EMANUEL SILVA E VOTOS DE UMAS RÁPIDAS MELHORAS.
E no dia seguinte lá apareceu o Alvão. Duro? Não, nada disso... DURÍSSIMO.
Acerca deste ponto mais "crítico", gostaria de escrever o seguinte: Sei que foi uma etapa dura, em parte pelo acumulado, e não foi tanto como disseram, mas era igual, em tudo, á etapa do Marão, mas o tipo de terreno e principalmente o calor fizeram o resto amigos. A juntar a isto, a falta de preparação de muitos atletas e o enorme descuido em dois pontos muito importantes, a hidratação e a alimentação. Sei que muitos não terão esta opinião, e não estou aqui a defender ninguém, mas eu sei o que vi durante a etapa, e se vos disser que a distância a que foi a 1ª desistência deste dia, vocês vão-se rir. Cheguei ao ponto de ver alguns que nem bidon levavam, mas sim uma garrafa de água no bolso do jersey. É pena pois eu sei a cara da malta quando desistira, mas tem o seu lado positivo, pois muitos daqueles que estavam a desistir me diziam... "FRINXAS, PARA O ANO ESTOU CÁ A PODES TER A CERTEZA QUE NÃO TE VOU FAZER COMPANHIA".
Este é o espírito malta!
Para além de tudo isto, e se fizeram o mesmo que eu, devem ter reparado que as paisagens eram das coisas mais lindas que vimos meus amigos. Aliás, a dureza da etapa foi para isso mesmo. Não com o intuito de a criar, mas sim mostrar-vos a famosa ponte de arame, as Fisgas do Ermelo, o rockgarden e tudo mais, e quem reparou de certeza que tão cedo não se irá esquecer delas. Simplesmente fabulosas.
No final da mesma, claro está, mais uma bela festa. Aliás, se tivessem reparado na cara daqueles últimos... ADOREI!!!
A última etapa seria, como de esperar, a mais lenta, e assim foi.
Terreno bem mais ciclável, as paisagens muito giras também, mas a descida final... Fabulosa. O defeito das descidas é sempre o mesmo, é que para as fazermos, temos sempre que subir. Vi malta a desistir nos mais variados locais da serra, e um dia que queiram saber onde, perguntem-me, e eu digo-vos com muito gosto, e acreditem que vos darei mais ânimo para o treino no edição de 2013. Nesta etapa, adorei a constante passagem de animais por mim. Ainda estava na esperança de encontrar o TERRÍVEL, mas não, se ele apareceu, foi bem mais rápido que eu este ano.
E assim foi o relato das minhas etapas. Peço desculpa por não escrever sobre masi coisas, mas como devem imaginar, lidei com centenas de pessoas, e não poderia falar pessoalmente sobre um ou outro. Mas a todos vocês... OBRIGADO.
Agora mudando as agulhas para outro local do evento...
! ! ! . . . O STAFF . . . ! ! !
Como viram, o trabalho dos "castanhos" foi enorme, gigante, sobrehumano mesmo.
Montar e desmontar um evento, que tenho a coragem de dizer que é um dos maiores a nível nacional, é obra! Quando cheguei a Amarante, grande parte do mesmo estava montado já, e assim que cheguei e olhei para tudo aquilo, a primeira coisa que fiz, e acreditem nisto, foi benzer-me para que tudo pudesse correr bem para todos.
Até neste campo houve alguns que fizeram das tripas coração para que tudo estivesse a 100%, e alguns deles com problemas próprios, mesmo assim lá estiveram, de alma e coração.
A todos vocês sem excepção, meus queridos amigos "castanhos", escrevo do fundo do coração...
MUITO OBRIGADO E PARABÉNS PELO ESFORÇO E RESULTADOS.
Para além destes queridos "castanhos", quero deixar aqui umas palavras de elogio a uns que, sempre que ia passando, ficavam com um sorriso maior na cara do que o meu empeno. Muitos de nós passámos pelos mesmo e nem nos lembramos deles, mas eu não me esqueci e faço questão de os lembrar...
Á MALTA DA CRUZ VERMELHA...
Á MALTA DO CORPO DE ESCUTEIROS...
Á MALTA DOS BOMBEIROS...
Á MALTA DA GNR...
OBRIGADO POR TUDO.
SEM VOCÊS SERIA IMPOSSÍVEL TORNAR POSSÍVEL O EVENTO.
Outra pessoa que gostava de escrever... Não Pedro, não és tu. Este banho de champanhe vai-te sair caro, muito masi esse teu riso hehe.
Refiro-me ao Pierre, o famoso speaker do evento. Sem ele, o final não seria o mesmo.
Se algum dia leres isto, acredita que fiquei teu fã homem. Falas sério quando deves, e fazes uma festa enorme quando podes. Acredita que sem ti, os finais das etapas não seriam os mesmos, e de certeza que todos são da minha opinião.
Espero muito que a alegria desta foto se repita em breve, pois acreditem, foram dos dias mais alegres que tive este ano, em todos os aspectos. Foi um misto de alívio, mas bem maior que o alívio foi a tristeza em ter chegado ao final o evento.
Adorei andar a falar com todos, ouvir os lamentos e desabafos não dos últmimos, mas dos verdadeiros heróis, amei o trabalho de todos os castanhos, amei os fotógrafos, amei o speaker (só espero que ela não leia isto), amei a cara dos finisher, amei as quase 30h que passei em cima da bike, amei a atitude da Sandra Santanyes, enfim...
!!!...AMEI O DBR...!!!
Se por algum motivo falhei, acreditem que foi sem querer, pois mais do que aquilo que fiz, acreditem que não conseguia mesmo amigos/as.
Se sobre alguma coisa não escrevi, desculpem, mas foram dias muito intensos, e não me lembro de tudo, mas com o tempo irei escrever... Prometo.
AMEI... AMEI... AMEI... AMEI... AMEI
Fica o registo!!!
Como não poderia deixar de escrever...
SANDRA LOPES, SUA IDRÓLICA MAL FEITA!!!
TENS MAU FEITIO...
FODES-ME A CABEÇA MAIS DO QUE EU A TI...
ÉS UMA CHATA DO CANECO...
TENS SEMPRE FRIO...
ANDAS SEMPRE A CHAMAR-ME DEMENTE POR CAUSA DAS MINHAS PALHAÇADAS...
Mas que queres? Eu sou assim pah!!!
Já lá vão 10 anos de casamento (mais outros tantos de namoro). Possa, não tarda são bodas de prata já.
"Obriguei-te" a dormir essa noite de comemoração dentro de uma tenda que estava sempre húmida pela manhã, tivemos um jantar romântico a 2 (e mais alguns) no Zé da calçada, preguei-te umas secas descomunais durante estes dias, não te ofereci nada, por isso te peço desculpa e te agradeço que compreendas a minha ausência mulher, e principalmente á MARTINHA!!!!!
!!!...AMO-VOS...!!!
Agora que estou farto de escrever, duas perguntas...
YOU WERE READY ????????
E para 2013...
YOU ARE READYYYYY....??????

6 comentários:

António Almeida disse...

Fantástico! Parabéns!

BUSCA disse...

Adorei ler!
Um grande abraço e mais uma vez obrigado :)
O final da etapa foi lindo apesar de ter sido o último, mas ainda brindamos com o champagne ( se alguém tiver video ou fotos diga)
Abraço,

Emanuel Silva

O Limpaneves disse...

Oi Frinxas!
Lembras-te do casal que acompanhaste durante a ultima etapa e que acabou por desistir ainda antes do inicio da subida da serra?! Eu de SS e a Marta?! O nosso muito grande obrigado pela belíssima companhia que foste naqueles (poucos) quilómetros, pela tua simpatia e disponibilidade em tuco!
Nunca poderia deixar a Marta abandonar a prova e seguir contigo, com toda a vontade que tive. Por isso te peço desculpa por te fazer seguir, uma vez mais, a solo até encontrares novamente os últimos, mas espero que compreendas ;) Mais uma vez, muito obrigado por tudo!
Para o ano lá estaremos certamente, mas eu irei medir-me com a EPIC. A Marta para tal terá que treinar ainda muito e largar os cigarros (assim como eu eheheh)
Mas uma coisa é certa, levarei uma bicileta com as mudanças todas ;)

Abraços e Bem Hajas!
Frederico Nunes

FRINXAS disse...

Olá amigos/as.
Acreitem que o prazer foi todo meu em ter conhecido tanta malta porreira.
Foram os últimos? Melhor... Passaram mais tempo nos trilhos então, certo? hehe

Limpaneves e companhia.. Não ens nada que pedir desculpas, pois aquela era mesmo a minha função. E acredita, não andei mais e 10kms ;) digamos que foi uma etapa assim... Tipo... Lenta :D
No teu lugar eu teria feito exactamente a mesma coisa.
Terei todo o gosto do mundo em vos voltar a encontrar, seja no DBR ou noutro local qualquer... Desde que não fumem á minha beira claro hehehe

FORTE ABRAÇO E UM GRANDE BEM HAJA

CCarvalho disse...

adorei este relato. Grande descrição do espírito DBR. Para mim foi o primeiro mas espero voltar, por tudo, organização, simpatia, trilhos.

Abraço

Anónimo disse...

Olá Frinxas! É o gajo do socorro! :-) Este ano estivemos em missões bem opostas na DBR. Que saudades de ser vassoura, acredita. Também acho que tudo correu bem. E como disse na cerimónia de encerramento, ao STAFF se deveu... mais uma vez! Este ano a dimensão da prova "explodiu" e por causa disso algumas coisas tiveram que ser bem diferentes. Pelos vistos foram pelo melhor. Um grande abraço, o meu muito obrigado e para o ano vai ser outra vez diferente... mas muito melhor que este ano, acredita! MUITO OBRIGADO E UM BEIJO!